O nada

imagesCA7NVZWBTenho certeza que as pessoas que já morreram estão mais vivas do que eu. Perder alguém gera dor, mas perder alguém que foi tudo pra você não gera nada, alias, gera o ‘nada’. Ficou o vazio, o buraco, a certeza deque nada tem o tamanho do que eu sinto, até porque não sinto mais nada, e nos raros momentos em que sinto, logo acaba, porque as pessoas fazem questão de não deixarem eu sentir e somem antes de ser alguma coisa “sentivel”. Eu não me encaixo em nada, nada se encaixa em mim, sou a peça errada do quebra cabeça, quebra cabeça esse que só é jogado por crianças que não se importam e não vêem a diferença na peça errada e por isso continuo errada no mundo, esperando algum adulto notar a diferença e fazer eu me encaixar… Alguém me matou por dentro, matou a alma e esqueceu de matar o corpo, perdi meu lugar e to vagando pelo universo tentando achar. Morava de aluguel mais o proprietário fez questão de me por na rua, o lugar mais bonito do mundo, onde não tinha dor, não tinha medo e nem vontade de sumir, porque ali era diferente de tudo. Mas não era meu e não da pra ser feliz num lugar que não é seu.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s