Alguns copos de cerveja

imagesCA4Q8L4OOntem foi uma daquelas noites em que mesmo você não lembrando direito o que aconteceu, valeu à pena. Até nove da manha eu estava decidida que a melhor coisa a se fazer era esquecê-la. Apesar da vergonha imensa que eu senti quando acordei, ontem foi uma noite muito feliz pra mim. Eu bebi, fiquei bêbada, brinquei, briguei, gritei e calei, e fiz coisas que não vou que não vou escrever aqui, senti muita vergonha por tudo que eu falei, pois foi falando que eu percebi que eu tenho o melhor namorado do mundo e que ele me ama. Não chorei, achei que chorar seria muito clichê, mas fiz tanta coisa clichê que agora eu penso que chorar seria a menor preocupação. Perdi uma pulseira e roubei minha própria casa, ridículo, mas consideravelmente doido, senti uma adrenalina enorme. Mesmo passando por tudo isso, não me arrependo, o fiz feliz e vendo a felicidade dele eu consegui por algumas horas a mulher mais feliz do mundo. Eu sei que exagerei e passei do ponto. Eu ri, eu caí, eu levantei e fui ofendida por ele, mas de um jeito carinhoso. Consegui reproduzir uma cena de filme, aquela em que dois bêbados vêm abraçados na rua cambaleando de um lado para o outro. Fui muito feliz, mas hoje amanheci com aquela típica frase de ressaca: “eu nunca mais vou beber…”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s